Menu magrinho











{janeiro 18, 2011}   Trabalho em conjunto

O assunto é sério! Na semana passada, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) enviaram ao Presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Roberto Luiz D’Ávila, um ofício em que reinvidicam mais a participação de endocrinologistas (em número igual de cirurgiões) na Câmara Técnica de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, do CFM.  

Para a formulação do documento estiveram presentes Ricardo Meirelles, Presidente da SBEM; Ricardo Cohen, Presidente SBCBM; Saulo Cavalcanti, Presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD); e Rosana Radominski, Presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO). A ABESO e a SBD também assinaram o documento, como “cientes e de acordo” por serem, respectivamente, Departamento de Obesidade da SBEM e Departamento de Diabetes da SBEM.

Foram propostas as considerações:
 
1. A obesidade é uma doença crônica cujo tratamento tradicionalmente é atribuído ao endocrinologista.
 
2. Quaisquer tratamentos propostos para a obesidade serão bem-vindos, desde que eficazes e respaldados por experimentação científica apropriada, que siga os preceitos das Boas Práticas de Pesquisa Clínica e as determinações da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP).
 
3. O tratamento cirúrgico é uma das formas aceitas para o tratamento da obesidade com IMC maior que 40 kg/m² ou acima de 35 kg/m², desde que acompanhada de comorbidades.
 
4. Compete ao endocrinologista e ao cirurgião bariátrico a indicação operatória.
 
5. Compete ao endocrinologista o acompanhamento antes, durante e, especialmente, depois da cirurgia, quando o paciente deve ser seguido para tratamento das consequências metabólicas do procedimento.
 
6. A Câmara Técnica de Cirurgia Bariátrica e Metabólica não deve se limitar à discussão de técnicas cirúrgicas, cujo fórum natural é a comunidade científica, mas sim estudar também suas possíveis indicações, contra-indicações e, eventualmente, a ampliação de suas indicações.
 
Veja o documento na íntegra:
http://www.abeso.org.br/pdf/Oficio%20023%20-%20SBEM%202011.pdf
 
Sobre a ABESO
A Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO) foi criada em 14 de agosto de 1986, tendo sido a ata de sua Fundação registrada em 8 de setembro de 1986 no Registro Civil de Pessoas Jurídicas. E uma sociedade multidisciplinar que pretende desenvolver e disseminar o conhecimento no campo da obesidade e promover o contato entre as pessoas interessadas no assunto. A entidade é filiada a IASO (International Association for the Study of Obesity) e é integrante da Flaso (Federacion Latino-Americano de Estudios sobre la Obesidad).

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
%d blogueiros gostam disto: